quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Dica Astrológica 4




Dica Astrológica #4


Na astrologia antiga, era importante observar-se a posição relativa do Sol face às Estrelas Errantes (Planetas) e não apenas no que concerne aos aspectos. Para se considerar a fase helíaca, a regra diz que se um planeta estiver à frente do Sol, é uma Estrela da Manhã e se estiver atrás, é uma Estrela da Tarde.

Paulo de Alexandria, no Capítulo 14 da Introdução, apresenta as várias fases dos Planetas. Afirma que o planeta está em ascensão matutina quando se encontra pelo menos 15 graus à frente do Sol ou no signo seguinte até ao limite do trígono à direita (120º) e está em ascensão vespertina quando se encontra pelo menos 15 graus atrás do Sol ou no signo anterior até ao limite do trígono à esquerda.

Refere ainda que, quando são Estrelas da Manhã, os planetas tornam-se lanceiros (δορύφορος ) do Sol, pois nesta posição tornam-se mais fortes e produtivos, sobretudo quando bem posicionados. Já quando são Estrelas da Tarde estão enfraquecidos. Diz igualmente que os Planetas estão conjuntos quando se encontram a menos de um grau do Sol, isto com um sentido semelhante ao Cazimi da astrologia árabe.

A fase helíaca é uma questão complexa, mas apresenta-se aqui uma introdução ao tema.

Sem comentários:

Publicar um comentário