terça-feira, 22 de outubro de 2013

A Aceitação do Karma



"O homem que aceita e compreende em parte a obra do Karma pode começar imediatamente a construir o carácter, ponderando muito, reflectindo serenamente antes de colocar cada pedra, porque é para a eternidade que constrói. Não mais acumular, ou demolir à pressa, seguir hoje um plano, amanhã outro, e não ter nenhum para o dia seguinte. As indecisões acabaram: agora existe o traçado do carácter, e a edificação faz-se seguindo-o à risca. A  Alma é o arquitecto e, ao mesmo tempo, o pedreiro da obra; já não perde o tempo que perdia no princípio. Por isso os últimos estágios da evolução sucedem-se velozmente, e a Alma, atingida a sua virilidade, torna-se forte e faz progressos espantosos, quase inacreditáveis."

Besant, Annie, Karma, p. 64. Tradução Mário de Alemquer. São Paulo: Editora Pensamento, 6º Edição, 1994.

Sem comentários:

Publicar um comentário